É bem provável que você faça parte da chamada Geração Y. Com características únicas, os Millennials transformaram as expectativas e a atuação das empresas. Ao saber o que o mercado espera do jovem profissional, fica fácil atender às exigências.

Tenha uma experiência diferente com os conteúdos da Unileão. Experimente a versão narrada do nosso conteúdo. Basta dar um play abaixo ou fazer o download para ouvir offline!

Mais que o conhecimento obtido nas salas de aula, é fundamental apresentar certas qualidades. Para dar “match”, vale a pena conhecer essas habilidades e o perfil certo. Assim, você se prepara do jeito adequado.

Para não perder nenhuma oportunidade, veja o que o mercado espera do jovem profissional e desvende esse mistério!

O perfil da Geração Y

Vamos começar pelo entendimento dessa geração. Se você está prestes a iniciar a sua carreira, é provável que se encaixe como um Millennial ou integrante da Geração Y. Na prática, são as pessoas que nasceram em meados da década de 1980 até quase os anos 2000.

Cercados por tecnologia desde cedo, os Millennials optam por praticidade, comunicação rápida e se dão bem com os avanços. Também são criativos, inspirados e buscam um propósito até na hora de trabalhar. Consegue se identificar?

Além disso, as qualidades incluem a necessidade de feedback, bem como a preferência por condições mais flexíveis. Por outro lado, podem ser muito eficientes, flexíveis e capazes de gerar novas soluções. Viu como é bom fazer parte desse grupo?

O poder da mente criativa

Com um perfil tão específico, era esperado que a Geração Y transformasse o mercado de trabalho. É por isso que uma característica incomum faz parte dos desejos das empresas: a criatividade.

Sabe aquela ideia de que empresas são espaços apenas para seguir regras e usar conhecimentos técnicos? Pois é, agora isso ficou para trás. Para se dar bem, você precisa estimular a mente criativa. É o que permitirá inovar, propor e descobrir soluções. Com a mente fresca, adicionará uma perspectiva inédita às empresas.

Para desenvolver a capacidade, explore seus hobbies! Leia bastante, imagine finais diferentes para seus filmes favoritos ou busque formas de arte! Além disso, vale pensar no mundo dos negócios e como a sua profissão pode gerar novas possibilidades. Parece bom, não é?

o que o mercado espera do jovem profissional

Não tenha medo de sugerir

Muita gente fica com receio de apresentar uma ideia por causa do risco de rejeição. Não seja assim! Para se mostrar (e ser) criativo, não tenha medo de expor suas sugestões. Quem sabe não é o que vai mudar o negócio ou o projeto da faculdade? E se não for, tudo bem, pois você receberá um retorno para dar outras propostas valiosas.

Aprenda a identificar problemas antes que surjam

A mente criativa não serve apenas para resolver dificuldades. Ela também pode antecipar cenários e impedir que problemas ocorram. Então, vale sempre pensar em vários cenários para a mesma situação. Com esse hábito, será mais fácil driblar desafios antes mesmo que eles apareçam.

A importância da proatividade

Frases como “não fui contratado por isso” ou “essa não é minha função” devem ser riscadas do seu vocabulário. Afinal, a proatividade também está entre os itens que o mercado espera do jovem profissional.

Em vez de aguardar o dono ou o chefe para resolver algo, você pode colocar a mão na massa. Se tiver dúvidas, é claro que é válido pedir ajuda. Mas o importante é se envolver e não fugir da necessidade de consertar o que não funciona.

Tomar a frente de projetos também é essencial. As empresas já não querem quem espera receber ordens para agir. Então, já na faculdade comece a buscar independência para ser mais proativo.

Saiba onde você pode ser útil

Em vez de ficar acomodado e tranquilo, o ideal é sempre buscar formas de aplicar o que sabe. Mesmo na faculdade, envolva-se com projetos, pesquisas e outras atividades. Isso permite que reconheça onde pode ser útil, o que é importante para o seu futuro.

Crie conexões positivas

O mercado de trabalho é disputado, mas não é motivo para deixar os colegas para trás. No melhor espírito colaborativo, ajude quem puder utilizar seus conhecimentos. Ao se envolver com outros projetos, você ainda estabelece bons relacionamentos e se destaca.

A necessidade da multifuncionalidade

As empresas estão cada vez mais conectadas! Aquela ideia de cada um fazer apenas a sua parte ficou para trás e a comunicação acontece de todos os lados. Trabalhar em equipe é importante, mas você sabia que também tem que saber desenvolver mais de uma função?

Ser capaz de atuar em diversas posições significa ser versátil e muito valioso para a empresa. Mais que chegar ao fundo de um assunto e se especializar, é preciso saber um pouquinho de tudo.

O truque é se manter curioso e sempre interessado em entender como outras áreas conversam com a sua. Ter a mente aberta é um diferencial e tanto, permitirá que você “jogue nas 11 posições” — como só um verdadeiro craque é capaz de fazer!

o que o mercado espera do jovem profissional

Aprenda um pouco de tudo

Em vez de focar apenas nas disciplinas da sala de aula, por que não conhecer outros temas? Aproveite aquele horário vago na biblioteca e leia um pouco sobre outros temas. Isso ajuda a saciar a curiosidade e permite que você seja útil em várias funções. Incrível, não é?

Busque novos desafios

Você também deve se desafiar com frequência. Encarar o tema mais difícil de um trabalho ou procurar um estágio na metade do curso auxilia a ter mais experiência. Isso também o deixará forte e pronto para atuar em diversas áreas.

O espírito de dono rumo ao sucesso

Já deve ter notado que, aos poucos, a palavra “empregado” foi substituída por “colaborador”, certo? Para a nova geração, entretanto, é algo que vai além. Mais que ser o profissional que desempenha uma função, você precisa ter o espírito de dono.

Esse comportamento ajuda a garantir produtividade e organização. Afinal, o objetivo é atuar e trazer soluções como se a empresa fosse sua. Assim, aumentam as chances de chegar ao sucesso em todas as pontas.

Para demonstrar essa qualidade, vista a camisa e se engaje com o negócio! Mais que encarar como a “fonte de renda”, veja a empresa como uma oportunidade de crescimento. Desse modo, fica fácil mostrar suas habilidades!

Tenha total comprometimento

O dono é a pessoa que mais tem comprometimento, então você precisa desenvolver essa capacidade. A boa notícia é que dá para fortalecer isso ainda na faculdade. Cumpra prazos, entregue o que for necessário e se mantenha organizado. Com bons hábitos, logo terá uma visão empreendedora.

Faça tudo bem feito

Não atuar da melhor maneira é pensar pequeno. Para fugir da armadilha, faça tudo o que puder quando se comprometer com uma tarefa. Durante a graduação, capriche nos estudos, nos trabalhos e nos projetos. Mais tarde, vai agradecer por ter um nível de desempenho tão grande.

Saber o que o mercado espera do jovem profissional é fundamental para que você esteja preparado para construir uma carreira de sucesso. Ao desenvolver essas competências, estará pronto para aproveitar as melhores oportunidades!

Curtiu ficar por dentro? Assine a nossa newsletter abaixo e receba (sem spam!) as principais novidades sobre o mercado de trabalho!

 

Relacionado Posts

Login to your account below

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.