Proteja-se de fraudes: confira dicas de como evitar cair em golpes financeiros

Quantidade de pessoas prejudicadas pelo pagamento de boletos falsos no país cresceu 55% em 2019.

22/01/2020 10:01 am - Atualizado em 24/01/2020 21:10 pm - COMPARTILHE: - + Imprimir

Quantidade de pessoas prejudicadas pelo pagamento de boletos falsos no país cresceu 55% em 2019.

Em 2019, a quantidade de casos de pessoas prejudicadas pelo pagamento de boletos bancários falsos aumentou 55% em relação ao ano anterior, conforme dados dos órgãos de defesa do consumidor. Por essa razão, é essencial ficar atento para não cair em um golpe como o do boleto falso. Diante desse cenário, o Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (Unileão) orienta a comunidade acadêmica por meio de dicas de segurança que podem evitar a perda de dinheiro por causa de fraudes.

A Unileão informa que emite boletos para o pagamento de mensalidades dos cursos de graduação e pós-graduação apenas pelo Banco do Brasil. Em todos os boletos emitidos pela Instituição, os três primeiros números do código de barras devem corresponder a “001”.

Confira algumas dicas para evitar pagar um boleto falso:

Verifique o código de barras: em um boleto verdadeiro, os números da linha digitável aparecem exatamente iguais na região superior e inferior e possuem 48 dígitos, sendo os três primeiros correspondentes ao código de identificação do banco (confira abaixo).

  • Códigos dos principais bancos brasileiros:

001 – Banco do Brasil S.A.

341 – Banco Itaú S.A.

033 – Banco Santander (Brasil) S.A.

237 – Banco Bradesco S.A.

004 – Banco do Nordeste do Brasil S.A.

260 – Nu Pagamentos S.A (Nubank)

077 – Banco Intermedium S.A. (Inter)

745 – Banco Citibank S.A.

399 – HSBC Bank Brasil S.A. – Banco Múltiplo

104 – Caixa Econômica Federal

422 – Banco Safra S.A.

Todos os códigos estão disponíveis no site da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN): www.febraban.org.br

Cheque os dados do boleto bancário: Verifique se há erros de português. Sempre constate se o boleto tem informações como data de vencimento, CNPJ e nome do beneficiário.

Observe o valor: O valor do boleto aparece em dois lugares, no final do código de barras e no espaço “valor do documento”. Caso o valor não seja igual, pode se tratar de um boleto falso.

Evite gerar boletos em HTML: Para evitar que um vírus malware faça modificações no boleto, o ideal é optar, sempre que possível, por boletos nos formatos JPG ou PDF, e não em HTML.


COMPARTILHE: