Unileão divulga orientações de prevenção ao contágio pelo coronavírus

Medidas preventivas devem ser adotadas no combate ao novo coronavírus.

12/03/2020 20:34 pm - Atualizado em 19/03/2020 21:59 pm - COMPARTILHE: - + Imprimir

Diante do anúncio da Organização Mundial de Saúde (OMS) que classificou o novo coronavírus (covid-19) como uma pandemia, o Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (Unileão) orienta a comunidade acadêmica da Instituição com informações importantes para a prevenção ao contágio por esse vírus e toma diversas iniciativas para tornar seus ambientes mais seguros, algo que depende também da conscientização e da atitude de cada membro da comunidade acadêmica (confira abaixo).

Conforme explicação da coordenadora do curso de Biomedicina da Unileão, profa. Ana Ruth Sampaio, o novo coronavírus faz parte de uma antiga e já conhecida família viral que causa infecções respiratórias.

“Não é um vírus novo. Ele foi isolado pela primeira vez no final da década de 30, então, já é conhecido por causar uma virose muito popular que é o resfriado. Só que ao longo do tempo ele foi se modificando e temos registros de outras situações em que ele também já causou problemas mais relevantes, como pneumonia e outras síndromes respiratórias mais graves. Recentemente, nós tivemos essa modificação e estamos conhecendo mais sobre esse novo vírus”, explica.

Já a coordenadora do curso de Enfermagem da Unileão, profa. Maryldes Lucena, destaca a necessidade de se preocupar menos com a quantidade de casos e de dar mais atenção à prevenção do contágio pelo vírus.

“Esse não é um momento para pânico, mas para adotar medidas preventivas, como lavar frequentemente as mãos com sabão, não compartilhar talheres, copos ou alimentos e ficar em casa, evitando saídas desnecessárias. Caso alguém sinta um sintoma suspeito, essa pessoa deve ficar em isolamento social e procurar a unidade de saúde mais próxima apenas em caso de agravamento do quadro sintomático, como falta de ar”, orienta.

Iniciativas adotadas pela Unileão

A Unileão está atenta ao cenário de pandemia do coronavírus (covid-19) e acredita que a informação correta, emitida pelos órgãos oficiais de Saúde, e a tranquilidade para seguir as orientações de prevenção são os principais aliados para controlar a propagação do vírus. Além de difundir as informações corretas, a Instituição está tomando diversas iniciativas para tornar seus ambientes mais seguros.

Conheça as medidas que já foram adotadas pela Unileão:

1 – Criação do Comitê Interno de Enfrentamento ao covid-19, composto por uma equipe multidisciplinar e com o objetivo de manter a comunidade acadêmica informada sobre a evolução do quadro epidemiológico relativo ao vírus;

2 – Elaboração de um Plano de Ação para que os conteúdos acadêmicos continuem sendo transmitidos aos alunos no ambiente virtual, na necessidade de suspender as aulas presenciais;

3 – Divulgação de campanha informativa para toda a comunidade acadêmica no portal da Instituição e nas redes sociais;

4 – Distribuição de pontos de álcool em gel 70% nos setores administrativos e em áreas comuns*;

5 – Mudança nos protocolos de limpeza dos laboratórios, salas de aula, bebedouros, entre outros espaços e equipamentos;

6 – Treinamento das equipes da limpeza e dos laboratórios sobre os novos protocolos;

7 – Orientação aos gestores e coordenadores de curso para acompanhamento das ações institucionais e difusão das informações entre funcionários e alunos.

*O uso de álcool abaixo ou acima de 70% não é eficiente para higienização das mãos.

Orientações oficiais

O Ministério da Saúde orienta pessoas com coronavírus ou qualquer outra doença respiratória a ficar em casa enquanto estiver doente. O órgão do Governo Federal também pede que seja evitado o contato com pessoas que apresentem sintomas parecidos com o da gripe, além de sugerir a lavagem frequente das mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%, especialmente após o contato com pessoas doentes ou depois de tossir ou espirrar.

Outras medidas para a prevenção da disseminação do coronavírus também são indicadas pelo Ministério da Saúde, são elas: utilizar lenços descartáveis para limpar o nariz; cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel ou com a dobra do braço ao tossir ou espirrar; evitar tocar os olhos, nariz e boca com as mãos sujas; não compartilhar objetos de uso pessoal como talheres, copos, pratos e garrafas; evitar aglomerações de pessoas e procurar manter os ambientes bem ventilados.

Para os profissionais da área da Saúde, o órgão orienta que os equipamentos de proteção individual (EPIs) devem sempre ser utilizados ao atender pessoas com sintomas de doenças respiratórias.

Principais sintomas

O novo coronavírus (covid-19) tem sintomas parecidos com os da gripe. Geralmente é uma doença leve a moderada, mas que pode apresentar complicações e levar a casos mais graves, especialmente entre idosos. Os sintomas mais comuns são: febre, tosse e dificuldade para respirar.

Como se proteger?

  • Lave as mãos com frequência, com água e sabão, ou higienize com álcool em gel 70%*
  • Cubra nariz e boca com lenço ou com o braço ao tossir e espirrar
  • Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas e fique em casa até melhorar
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas e lave-as com água e sabão sempre que tocar nessas partes do corpo
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos
  • Evite locais de grandes aglomerações de pessoas, como shows, entre outros eventos

*O uso de álcool abaixo ou acima de 70% não é eficiente para higienização das mãos.

Transmissão

A transmissão acontece pelo contato de uma pessoa doente com outra saudável ou pelo contato de uma pessoa sadia com objetos e superfícies contaminadas.

Meios de transmissão:

  • Gotículas de saliva
  • Espirro
  • Tosse
  • Catarro
  • Toque ou aperto de mãos
  • Objetos e superfícies contaminadas

Tratamento

Não existe ainda um tratamento específico para infecções causadas pelo novo coronavírus. A indicação em caso de diagnóstico da doença é repouso e consumo de bastante água, além de medicações para aliviar os sintomas. Os remédios só devem ser utilizados sob a orientação médica.

App Coronavírus-SUS

O Ministério da Saúde lançou um aplicativo chamado “Coronavírus – SUS” com informações úteis para combate ao covid-19. O app está disponível gratuitamente para celulares com sistemas Android e iOS. Na plataforma é possível tirar dúvidas sobre sintomas, prevenção, além de obter informações relevantes como unidades de saúde próximas e notícias oficiais.


COMPARTILHE: