Enfermeiros assumem papel decisivo na promoção da saúde pública

Da gestão à assistência, enfermeiros desempenham diversas atribuições no Sistema Único de Saúde (SUS).

06/05/2020 09:32 am - Atualizado em 06/05/2020 09:33 am - COMPARTILHE: - + Imprimir

Enfermeiros são, normalmente, os primeiros profissionais da área da Saúde a atender os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que buscam uma unidade de atendimento, seja para um atendimento de baixa complexidade ou para um de alta complexidade. Presente em todos os níveis de atenção à saúde, a Enfermagem vem assumindo cada vez mais um papel decisivo diante do processo de cuidado da saúde da população, protagonizando projetos inovadores e garantindo uma assistência humanizada.

O espaço do profissional enfermeiro, mais especificamente no âmbito do SUS, se apresenta como um campo aberto e sensível às necessidades sociais emergentes, com várias possibilidades de atuação, de forma criativa e autônoma, seja pela educação em saúde, seja na promoção ou na reabilitação da saúde dos indivíduos.

Conforme a Coordenação do curso de Enfermagem da Unileão, a formação do profissional de Enfermagem está orientada pelas Diretrizes Curriculares Nacionais, que, em seu parágrafo único, diz que: “A formação do Enfermeiro deve atender as necessidades sociais da saúde, com ênfase no Sistema Único de Saúde (SUS) e assegurar a integralidade da atenção e a qualidade e humanização do atendimento”. Em virtude disso, os estágios curriculares do curso de Enfermagem são direcionados para os serviços do SUS e a formação do profissional está voltada para a promoção da saúde, assistência e gerenciamento.

As atividades e responsabilidades assumidas pelos enfermeiros modificam-se conforme o cenário no qual o profissional está inserido. No contexto das áreas de necessidade do SUS, da gestão à assistência, esse profissional desempenha diversas atribuições.

Confira algumas das atribuições dos enfermeiros no SUS:

• Prestar assistência ao indivíduo hospitalizado, realizando cuidados diretos de enfermagem nas urgências e emergências clínicas;

• Realizar consultas de enfermagem e solicitar exames complementares, conforme protocolos estabelecidos nos programas do Ministério da Saúde e disposições legais da profissão;

• Realizar tarefas administrativas, planejar, gerenciar, supervisionar e avaliar as atividades desempenhadas pela equipe de enfermagem, levando em conta as reais necessidades de saúde da população atendida;

• Identificar os riscos à saúde presentes em cada unidade hospitalar, garantindo a segurança dos pacientes e o restabelecimento da saúde de quem está internado, assim como evitar ou reduzir as intercorrências durante a estada no local;

• Integrar desde a assistência individual à coletiva, participando do planejamento das intervenções, como atividades, programas e campanhas educativas para a prevenção de doenças.

Compreender as particularidades humanas, servindo e restabelecendo a saúde da população.


COMPARTILHE: