Atuação dos biomédicos se destaca na pandemia do novo coronavírus

Biomédicas fazem parte da equipe responsável pelo mapeamento do genoma do coronavírus presente no primeiro caso de infecção da covid-19 na América Latina.

13/05/2020 15:22 pm - Atualizado em 13/05/2020 15:23 pm - COMPARTILHE: - + Imprimir

O mundo vive um momento atípico, caracterizado por medidas restritivas, isolamento social, quarentena e, em alguns locais, até toque de recolher. Essa mudança ordenada na rotina da população é causada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), que já resultou na morte de mais de dez mil pessoas no Brasil. Nesse cenário, os profissionais da saúde e a comunidade científica se encontram em uma verdadeira corrida para salvar vidas e desenvolver formas de prevenir e tratar a doença. Entre esses profissionais, se destaca o biomédico, que tem atuado como protagonista na investigação de uma solução para essa nova ameaça viral.

Conforme a coordenadora do curso de Biomedicina da Unileão, profa. Ana Ruth, a Biomedicina é uma das áreas mais jovens da Saúde e abrange mais de 30 campos de atuação, sendo muitos desses campos imprescindíveis para o atual momento de pandemia.

“Os biomédicos estão no dia a dia de hospitais, clínicas, laboratórios de análises clínicas e de pesquisa desempenhando papel de destaque na promoção da saúde e no enfrentamento às doenças. Agora que vivemos em meio a essa situação atual, a atuação desses profissionais fica ainda mais evidenciada. A área de análises clínicas, que realiza a identificação do coronavírus e possibilita o acompanhamento do curso da doença pelos exames laboratoriais; a imagenologia, que também tem sido importante em virtude das repercussões internas nos órgãos que são alvos do vírus; a atuação nas vigilâncias sanitárias e epidemiológicas, bem como em laboratórios e hospitais públicos e privados são exemplos dessa atuação”, afirma a profa. Ana Ruth.

No Brasil, três biomédicas estavam entre as cinco pesquisadoras responsáveis pelo mapeamento do genoma do coronavírus presente no primeiro caso de infecção da covid-19 na América Latina. O mapeamento do vírus é essencial para o desenvolvimento de vacinas e testes diagnósticos.

“A ciência ganha muita relevância e o biomédico tem estado envolvido em pesquisas científicas importantes, merecendo destaque a equipe que realizou o sequenciamento do coronavírus assim que ele foi identificado na América Latina. Sendo assim, fica evidente que o biomédico, por sua vasta área de conhecimento, tem atuado de forma muito destacada nesse momento de emergência na saúde pública mundial”, enfatiza a docente.

Ciência, saúde e diagnóstico em função da qualidade de vida.


COMPARTILHE: