(88)99216-3040

Fórum da Educação 2020 Unileão reforça a importância da afetividade na volta às aulas presenciais

Instituição anunciou no evento algumas novidades previstas para auxiliar os estudantes no período de retorno às atividades presenciais em meio à pandemia.

12/06/2020 14:15 pm - COMPARTILHE: - + Imprimir

Um evento on-line para encorajar e instruir estudantes, familiares, docentes e a comunidade caririense, despertando para novas formas de pensar e agir em relação à educação no cenário pós-pandemia. Assim foi o Fórum da Educação 2020 Unileão, realizado na última quarta-feira (10) e transmitido pelo YouTube, chegando a marcar 800 pessoas conectadas simultaneamente na atividade.

O Fórum contou com a participação do prof. Renato Janine Ribeiro, professor de filosofia, ex-ministro da Educação e ex-diretor de avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Também participaram do debate o reitor da Unileão, prof. Jaime Romero de Souza, e a profa. Tássia Pinheiro, integrante do Comitê Pedagógico e coordenadora de Desenvolvimento Humano da Instituição. O evento foi mediado pelo prof. Otto Cruz, coordenador do curso de Direito da Unileão.

Dimensão afetiva no foco da volta às aulas presenciais

Durante a transmissão do Fórum da Educação 2020 Unileão, o prof. Renato Janine abordou temáticas voltadas para a recomposição da vida pessoal, o fortalecimento de vínculos sociais, a reconstrução dos valores de cada pessoa e destacou, também, a importância da dimensão afetiva no retorno às aulas presenciais.

“Minha recomendação é que, ao voltarem às aulas, a primeira questão seja a preocupação de que todo mundo fale o que tem que falar sobre os sentimentos de sofrimento e de dor. Só depois de colocar para fora essas dificuldades é que a gente vai poder reconstruir e o nosso papel, como educador, é reconstruir”, observou o convidado.

Para o prof. Renato Janine, as demais questões que envolvem a educação só poderão ser debatidas e alinhadas após o acolhimento aos integrantes da comunidade acadêmica. “Nós não podemos precipitar esse processo. Nossa matéria-prima vai ser os sentimentos e devemos contribuir para superar esse trauma. Não há educação sem humanidade. Precisamos conseguir que as pessoas cheguem e falem, coloquem o coração aberto e se aproximem, mesmo que não possam se tocar. É com isso que vamos reconstruir a educação”, avaliou.

Nesse sentido, a profa. Tássia Pinheiro e o prof. Jaime Romero salientaram que a grande inovação prevista pela Instituição está na forma de ensinar e que, dentre os vários planejamentos que estão sendo preparados para o próximo semestre, o principal deles é o de uma transformação pedagógica.

“Pretendemos inserir dentro dessa volta com o aluno um planejamento inicial para que ele tenha uma disciplina transversal e, assim, a gente possa tratar dessa formação para a vida, para que o aluno possa ser ouvido nessas questões afetivas, para que possamos discutir que momento histórico-social é esse que estamos vivendo. Como Instituição de Ensino comprometida com esse tipo de formação ética e solidária, não podemos voltar como se nada tivesse acontecendo”, destacou a profa. Tássia Pinheiro.

“A Unileão vem trabalhando ao longo desses meses para fazer uma adequação no seu projeto pedagógico e preparar os nossos novos profissionais para o enfrentamento de situações como essa. A universidade tem que se adaptar, crescer nesse momento, e tenho certeza que nós sairemos dessa mais preparados. Não tenho dúvidas que vamos superar, com educação, as dificuldades dessa pandemia e outras que irão aparecer, fazendo as coisas melhor, com afetividade, colocando em primeiro lugar as pessoas, os sentimentos, o cuidado com o próximo”, ressaltou o prof. Jaime Romero.

Novidades para o semestre 2020.2

O prof. Jaime Romero comunicou, ainda, que a Instituição, atenta às dificuldades dos alunos, está buscando formas de auxiliar os estudantes no retorno em meio à pandemia. Uma dessas contribuições anunciadas será dada por meio de transporte gratuito oferecido para o semestre 2020.2, além de pacotes de conectividade à internet para os estudantes que precisam.

Outra informação positiva citada durante o evento é que o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) vai oferecer 70 mil vagas para o próximo semestre e a Unileão está com uma estrutura preparada para auxiliar todos os interessados nesse processo de contratação do FIES.


COMPARTILHE: