Tecnologia se torna ainda mais necessária na pandemia

Produtos tecnológicos são grandes aliados na rotina da população durante o período de isolamento social.

24/04/2020 10:49 am - COMPARTILHE: - + Imprimir

Neste momento de reclusão devido à pandemia de covid-19, o papel desempenhado pela tecnologia de proporcionar a criação de ferramentas importantes para facilitar a vida da população se torna ainda mais necessário. Diante desse cenário, a tecnologia se apresenta como uma peça fundamental para que as pessoas possam suprir suas necessidades de contatos com outras, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional. Essa possibilidade ameniza os efeitos negativos do distanciamento social e seus respectivos impactos na economia.

Para o coordenador do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Unileão, prof. Isaac Bezerra, o que se observa nesse período de pandemia é que, mesmo diante de tantas calamidades, está sendo vivenciado um momento propício para vencer as barreiras culturais e de curva de aprendizagem com o uso de algumas tecnologias que já estão, há um bom tempo, maduras e disponíveis para serem adotadas pela população.

Nesse sentido, o prof. Isaac Bezerra apresenta algumas das áreas cujos produtos tecnológicos se tornam grandes aliados na rotina da população durante esse período de pandemia, confira abaixo:

Educação: é possível dar continuidade às atividades educacionais com o uso de ferramentas que possibilitam aulas remotas por meio de salas virtuais, de plataformas de disponibilização de conteúdos transmidiáticos e das bibliotecas virtuais. Além disso, vários cursos e aplicativos gratuitos de diversos segmentos estão disponíveis durante esse período e podem ser usados para ampliar o conhecimento.

Trabalho: a tecnologia permite que as pessoas trabalhem em casa (home office). Para quem atua no comércio, o uso de ferramentas tecnológicas permite a venda por meio de canais virtuais e do gerenciamento da entrega desses produtos por delivery.

Saúde: por meios tecnológicos, as pessoas também conseguem ter acesso a atendimento de saúde de forma rápida, com o uso de ferramentas de triagem virtual de sintomas e de plataformas de teleconsultas.

Sistema bancário: com a necessidade de movimentação financeira, as pessoas podem fazer transações bancárias em segurança, sem sair de casa, por meio de aplicativos de celulares.

Lazer: vários aplicativos de jogos on-line e de videochamadas, por exemplo, podem ser utilizados para aproximar os amigos e familiares. Além disso, plataformas de streaming e canais por assinatura disponibilizaram conteúdos gratuitos no Brasil. Outro exemplo foram as lives de vários artistas brasileiros e estrangeiros, que transmitiram seus shows pela internet.

“Todos esses exemplos anteriores, e em muitas outras áreas de aplicação, passaram a ter uma adesão maior pelos seus usuários devido à necessidade do distanciamento social. Certamente, após esse período de pandemia, boa parte desses usuários continuará a adotar e a valorizar as descobertas desse período e passarão a usufruir das vantagens do uso dessas tecnologias nesses novos tempos que passaremos a viver”, afirma o prof. Isaac Bezerra.

Para o docente, as profissões ligadas à Tecnologia da Informação (TI), que já eram tidas como profissões do futuro, ficam ainda mais evidentes. Segundo o prof. Isaac, o consumo de produtos e serviços tecnológicos nesse período gera um aumento na demanda, que tende a continuar alta mesmo após o fim da pandemia e, portanto, refletirá em um alargamento de possibilidades no mercado de trabalho para os profissionais da área.

“A população também está adquirindo novos hábitos tecnológicos e, consequentemente, a soma desses fatores, agora e para o futuro breve, vai gerar mais demandas por produtos e serviços relacionados à área, bem como por mais profissionais para dar suporte e desenvolver a Tecnologia da Informação”, ressalta.


COMPARTILHE: